Europeando: Parte IV: Eu vou precisar me transportar durante a viagem? Como farei isso e quanto vou gastar?


Hoje eu irei falar apenas sobre o transporte entre os países. Quando eu for falar de cada país específico ai sim falarei do transporte interno.

Durante a nossa viagem nós tivemos um ponto fixo. Minha sogra mora em Bruxelas, e de lá nós partíamos para os outros países. Isso torna a vigem menos cansativa, economiza um dinheirinho e permite que você deixe sua mala grande parada e saia apenas com mochila de costas (bagagem de mão).

Lembram do primeiro post? Eu pedi para você fazerem uma pesquisa rápida sobre os lugares que queiram conhecer e isso é importante nesse momento. Eu usei essa pesquisa para definir quantos dias iria ficar em cada país e qual a melhor rota (com base nas distâncias). Fizemos: Bruxelas > Amsterdam > Paris > Bruxelas > Roma > Bruxelas > Londres.

  

Nós viajamos para 5 países e para isso escolhemos o melhor meio de transporte. Sempre ouvi dizer que trem e metro são baratos na Europa. No meu caso não estava valendo a pena. Por exemplo, de Bruxelas para Amsterdam iríamos gastar 50 euros (aproximadamente 145,00 reais na época) se fossemos de trem, mas gastamos 1libra (isso mesmo 1 libra- aproximadamente 4,00 reais) indo de ônibus.
As vantagens do trem são o conforto e a rapidez (às vezes nem muda muito, nesse caso do exemplo aproximadamente 30min), mas pra quem quer economizar não vale a pena.
Os ônibus que viajamos eram, na medida do possível, ótimos: bancos confortáveis, climatizados, banheiro, wifi, estradas boas... Nos permitiram uma viagem tranquila e uma grande economia.
Todas as viagens que fizemos de ônibus foram por meio de uma empresa inglesa chamada Megabus. Para Roma, devido à distância, fomos de avião por uma empresa Low Cost chamada Ryanair.

Importante:  
-As passagens foram compradas com dois meses de antecedência e, assim que as compramos, reservamos o hotel.

- Você precisa de um cartão de crédito internacional para efetuar a compra. Serão cobrados impostos e o valor da transação de moedas, mas nada que seja muito caro ou incompatível com o preço da passagem.

-É importante, ao comprar a passagem, observar o horário e local de saída e chegada. Nós optamos por viajar durante a noite, assim chegávamos de dia no país e podíamos ficar tranquilos para encontrar o nosso hotel.

- Todas as passagens baratas (seja avião ou ônibus) permitem apenas uma bagagem de mão (no nosso caso era uma mochila de costas para cada), caso contrário você paga adicional.

❤ Ônibus: 
Em relação ao local: lá os ônibus não ficam em rodoviárias como aqui, eles param na rua (em pontos específicos, mas não tem nada em volta – o que nos fez passar muito frio esperando).
É bom usar o Google Maps (já falei dele aqui) para ver a distância do ponto de parada ao hotel, e se for longe (como no nosso caso em Amsterdam) qual é o melhor meio de transporte e como se movimentar (respira fundo que em breve eu falo sobre isso).
O site Megabus é fácil de usar. Na página principal, você irá colocar as informações referentes à sua viagem (veja a simulação abaixo) e é ai que fica o mapa mostrando as paradas que o ônibus faz no decorrer da viagem.
A viagem mais cara foi 12libras e foi pra Londres. Nem vou comentar que isso foi muito barato né gente, é só pensar que tem que atravessar o “oceano” e eu paguei R$48,00.




❤ Avião: 

Os voos dessa empresa (os de valores mais baixos) saem de aeroportos não tão centrais. Pesquise sobre isso! Muita gente compra, não vê e depois acaba tendo problemas (vi muito gente xingando e reclamando, dizendo que era enganação. Acho que não hein mocinho. Foi você que não prestou atenção). 
No nosso caso, apesar de ser longe valeu a pena: pegamos uma van que custava 13 euros do centro de Bruxelas até o aeroporto e depois, em Roma, um ônibus do aeroporto (6 euros) até a cidade! O tempo, em ambos os casos, durava aproximadamente 30minutos. Nada de muito estressante ou diferente do Brasil.


❤ Tarefa de casa: 
  • Já tem o seu cartão internacional? Se não, é melhor fazer;
  • Montar o melhor roteiro com base nas distâncias;
  • Pesquisar sobre o melhor meio de transporte;
  • Pesquisar a localização das paradas e a distância do hotel;
  • Se já estiver na hora (dois meses antes da sua viagem), comprar!

Espero que eu tenha ajudado e espero que não tenha falado demais.
Eu tenho a impressão que esses posts estão ficando longos, mas ao mesmo tempo quero deixar tudo bem explicadinho. Eu tive que chegar a essas conclusões sozinha, e levei muito tempo para planejar a minha viagem. Por isso, quero deixar bem na mão para que você tenha mais facilidade! :)

Caso tenham alguma dúvida quanto as empresas, é só chamar!
Beijos e até a próxima Europeando, como reservar meu hotel?

3 comentários:

  1. Nossa que legal, eu não sei nada de nada, dos outros países, preciso passar a me informar em. Beijos linda!
    http://atraspenteadeira.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Post muito bom, Thais! Estou indo para Lisboa agora em dezembro e vou conhecer outros países. Bom saber de vários meios de transportes com valor em conta! Me ajudou bastante <3

    Beijos,
    Natália | www.blogcurvexrosa.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom Natália!! To respondendo meio atrasada, mas espero que você tenha arrasado em Lisboa :*

      Excluir