Você sabe identificar sua TPM? Óleos essenciais que amenizam os sintomas.




Se pedir para uma mulher explicar o ciclo menstrual, do ponto de vista fisiológico, ela provavelmente não vai lembrar o que acontece com a progesterona e o estrógeno. Mas, ela vai lembrar que conforme eles mudam, o corpo (e a mente) dela também muda.
E um período de mudança que reflete no nosso comportamento é a famosa Tensão Pré Menstrual.

A TPM se caracteriza por um conjunto de sintomas que atingem muitas mulheres em idade reprodutiva (cerca de 80% das mulheres entre 20 e 40 anos). Os sintomas começam cerca de sete dias antes da menstruação e cessam quando o sangramento começa. Eles são gerados devido à queda de progesterona e estrógeno, uma alteração hormonal brusca que antecede a menstruação (e indica que você não está grávida).

A TPM é uma síndrome complexa que envolve subtipos e sintomatologia diferente entre as mulheres. Dessa forma, muitas mulheres ainda não sabem identificar os sintomas da TPM e até acreditam que não passam por isso... Às vezes pela rotina agitada, às vezes por não parar e perceber o próprio corpo, às vezes por achar que é frescura ou por encobrir os sintomas com outras questões.

Mas, uma coisa é certa: quando você ouve seu corpo você se aceita, se aconchega e melhora. Entender se você tem TPM e o que ela causa em ti faz com que você lide melhor com essa fase.

tpm

 Primeiro vamos definir quais são os tipos de TPM!


- Tipo “A” – Ansiedade:
Aqui, prevalecem sintomas como ansiedade, irritabilidade, tensão nervosa e oscilações no humor. Isso pode gerar prejuízos funcionais no seu dia a dia, ocasionando frustações, estresse e brigas desnecessárias (incluindo com você mesma).
- Tipo “C” – Cefaleia:
Nesse tipo, o sintoma mais encontrado é a dor de cabeça. E ela vem acompanhada do aumento no apetite, cansaço e até tonturas e desmaios.
 - Tipo “D” – Depressão:
A depressão, o desânimo e a indisposição dominam. É comum termos aquele sentimento de abandono, com a ideia de que ninguém nos ama (o que não é verdade)... O choro e a insônia podem surgir.
 - Tipo “H” – Hídrico
Aumenta a propensão a reter líquido, ficando com as pernas inchadas e pesadas.

Mas, pra piorar, você pode ter sintomas dos 4 tipos ao mesmo tempo.

Eu só não tenho dor de cabeça, mas alterações de humor (hora ansiosa, hora depressiva), carência afetiva, raiva descontrolada fome e retenção de líquido me acompanham. Sabendo disso, quando algum desses sintomas aparece, eu monitoro meu aplicativo com informações sobre meu ciclo para saber se é “só a tpm” ou se é algo a mais.

No caso, se for os dias que antecedem a menstruação eu respiro fundo e tento me acolher. Cuidar de mim. Evito responder as pessoas/e-mails com situações que eu resolveria sem me estressas caso não estivesse na TPM; tento beber mais água e choramingo uma massagem nas pernas para o meu namorado; evito bebidas com cafeína, mas confesso que ainda peco na alimentação e na atividade física (deveria me anteceder, começar a fazer exercícios e ingerir alimentos – como o abacate, rico em boas gorduras - antes do leão despertar, porque ai ele só quer Burguer King).


Outra ferramenta que pode nos ajudar nesse momento são os óleos essênciais. A combinação entre diferentes óleos é uma importante ajuda da aromaterapia para amenizar os sintomas de TPM.

CREME CONTRA A TPM

Por isso, eu desenvolvi esse creme Xô TPM, que inclui um blend de ervas contra a TPM, a hidratação da aveia e do óleo de abacate e três óleos essenciais que irão te proporcionar calma e amenizar alguns sintomas. São eles:
- Gerânio: atua contra a ansiedade e irritabilidade; atenua crises de choro e a sensação de dores nos seios.
- Laranja: atua contra a depressão, trazendo leveza e estimulando a renovação.
- Alecrim: atua contra o cansaço e contra as dores de cabeça.

Quer acompanhar mais novidades em cosméticos naturais? Me segue em Honey_Cosméticos Naturais.

E me conta nos comentários: você sabe identificar sua TPM? Como lida com os sintomas?

Beijos...

0 comentários:

Postar um comentário